ABRAWEB
Abrawebem Google+


Mais colunistas

Envie seu texto para
COLUNISTAS ABRAWEB


Publicidade

Colunistas ABRAWEB

O poder do network!

Uma pergunta que causa medo nos iniciantes no mercado de trabalho e têm assolado profissionais com anos de experiência é: “Preciso de um emprego, por onde começar?”
Sabemos que uma das crises que afetou o país foi a crise do desemprego. Confesso que nunca tive tantos conhecidos desempregados como nos últimos anos. Até eu vivi pela primeira vez a experiência de ser “desempregada.”
O que percebi de comum em todos os desempregados dessa geração é que muitos não sabem por onde começar a procurar um emprego. São muitas as opções tecnológicas disponíveis para quem deseja uma vaga no mercado de trabalho, contudo o monstro dos requisitos necessários para uma vaga é assustador. Para aqueles que estão começando, a inexperiência é o bloqueio. Já para os mais experientes parece que a lista de qualificações exigidas para a mesma tarefa que realizou durante anos cresceu um bocado.
É fato que existem muitas ofertas de trabalho, no entanto as empresas respondem dizendo que não existem profissionais qualificados para elas. Mas será que esses profissionais realmente não são qualificados? Ou eles não têm oportunidades de provarem essa tal qualificação?
Ainda sobre a lista de requisitos para as vagas, essas me fazem rir! Muitas delas nunca serão utilizadas. Certa vez uma amiga contou que fez uma entrevista onde o inglês era a maior exigência. Logo, ela se preparou, pois certamente haveria uma entrevista para avaliar sua fluência no idioma. Para o espanto dela, nem o recrutador, nem os sócios da empresa falavam inglês ou tinham a menor condição de avaliá-la. No fim, ela foi selecionada e até hoje nunca utilizou o inglês para realizar suas tarefas na empresa.
Cansei de ver pessoas com currículos incríveis que não tinham a menor aptidão para o trabalho que deveriam desenvolver. Já outros, sem tantas “qualificações,” que eram simplesmente excelentes no que faziam. E qual era a diferença? Eu atribuo isso ao poder no network.
Enquanto um foi recrutado a partir de um currículo carregado de MBAs, outro foi indicado por um contato que conhecia bem o trabalho, a empresa e o profissional. Quando isso acontece a chance de acerto é gigantesca e penso que é nessa lógica que o Linkedin foi criado. A ideia é muito boa!
O netwoork, no entanto é muito praticado nos negócios e vejo que é também o caminho para quem deseja iniciar uma carreira ou se recolocar no mercado de trabalho. Aprendi isso vivendo a experiência de ser contratada a partir de um contato.
Em um jantar de confraternização de uma empresa parceira, onde havia outras empresas, conheci uma pessoa e de forma informal conversamos sobre diversos assuntos e falamos principalmente das questões profissionais. Meses mais tarde, fui procurada por ela para trabalhar na empresa que ela estava. Pra mim foi uma super oportunidade, pois havia acabado de me formar na faculdade e estava desejosa de ingressar na minha área de atuação. Claro que aceitei!
Durante o período em que trabalhamos juntas, percebi que isso era uma habilidade dessa pessoa. Ela naturalmente era uma captadora de potenciais, vi diversas pessoas serem conectadas a oportunidades e darem muito certo.
Como isso funciona? Veja, as oportunidades estão por todos os lugares. Dessa forma não temos como dispensar ninguém em nenhuma ocasião. O que contei aqui não é exclusividade desse meu contato, todos nós somos captadores de potenciais e elos de um network poderoso.
Como contei, também fui surpreendida ao ser desligada da empresa na qual eu trabalhava, mas por já ter aprendido que o melhor caminho para uma recolocação profissional é o network recorri a ele e pasme! Um amigo que um dia eu contratei como estagiário foi quem me indicou na empresa que hoje trabalho. E aqui ele é um gerente! Então uma pessoa que hoje é seu estagiário, amanhã pode ser um cliente em potencial ou seu chefe. O fato é que apesar de todos os recursos tecnológicos deste século, o bom e velho network é o que salva muita gente.
Quero deixar algumas dicas que aprendi e tenho aplicado:
1- Conheça a profissão e condição atual de emprego de seu circulo social;

2- Ao conhecer uma pessoa faça a mesma coisa, pergunte sobre sua profissão, habilidades e anseios profissionais;

3- Fale sobre sua profissão, aptidões e anseios profissionais;

4- Seja observador e ligue os pontos quando houver uma oportunidade, por exemplo: Você conhece alguém que tem uma advocacia, ou trabalha nessa área e também conhece alguém que precisa desse tipo de serviço. Você é o elo de ligação entre essas pessoas.

Isso é o que muitas empresas fazem, vendem seus produtos por indicação. Neste caso você estará apenas se relacionando bem com ambos e isso reverterá em uma oportunidade no futuro.

5- Se você deseja uma oportunidade de trabalho, procure em seu circulo social e profissional pessoas que podem te indicar. Não se limite a pessoas que atuam diretamente na área que você deseja ingressar, pois o poder do network não está no óbvio, mas em ligações que você nem espera. Por exemplo: Você envia o seu currículo ou resumo profissional para uma amiga da academia, e ela por “coincidência” tem um parente que trabalha no ramo que você procura.

É evidente que essas dicas não são novas e revolucionárias, mas acredite ainda tem muita gente que está penando em busca de uma vaga de emprego quando as oportunidades estão na frente do seu nariz.

Danielle dos Santos  Marketing Digital
Danielle Rodrigues, 25, atua na área de marketing digital com foco em publicidade online no XPG (xpg.com.br) onde também foi responsável por parcerias com sites de sucesso. Formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Trabalhou com hospedagem de sites, atuando no marketing e promovendo novas assinaturas. Aumentando ainda mais seu conhecimento sobre web. Na ABRAWEB é responsável por gerar novos negócios e parcerias trazendo iniciativas que promovam a Associação também fora da internet. E-mail danielle@abraweb.com.br


+ artigos

Danielle dos Santos



Segurança na web
Inscrição | Indique a Associação | Sobre a ABRAWEB | F.A.Q. | Contato